No último artigo, realizamos um passo a passo para a instalação do SQL Server 2008 Express. Agora irei mostrar como acessar a estrutura do SQL Server 2008, utilizando o Microsoft SQL Server Management Studio Express (SSMSE). O SSMSE é instalado juntamente com a instalação do SQL Server 2008 Express, porém também podemos baixar do site da Microsoft, no seguinte link.

Por ser uma versão gratuita, existe algumas limitações, como por exemplo, o gerenciamento do SQL Server Agent. Somente nas versões que acompanham as versões Standard e Enterprise, poderemos gerenciar o SQL Server Agent através do SSMS.
Vamos lá então, na figura abaixo ilustraremos, como acessar o SSMSE.

Sempre que você entrar no SSMSE, ele solicitará uma conexão. No nosso caso, no campo Server Name, colocaremos NOME_DO_SERVIDOR\SQL2008 . Caso a instalação tivesse sido realizada como instância default, só precisaríamos colocar o NOME_DO_SERVIDOR. Na campo Authentication, você pode escolher entre Windows Authentication e SQL Server Authentication. Para conectar como Windows Authentication, nesse primeiro acesso, você precisa ter credenciais de administrador para conseguir enxergar todos os objetos do banco de dados, ou então utilize SQL Authentication, informando o usuário SA e a senha que você informou durante a instalação.

Tcharammmmmm!!!! Esse é o Microsoft SQL Server Management Studio Express – SSMSE.
DICA: Caso você não consiga ver os detalhes na parte maior do SSMSE, aperte a tecla F7.

A figura acima, mostra a estrutura da instância do banco de dados que você está conectado. Nessa estrutura, temos:
– Databases: Aqui encontraremos todos os databases que fazem parte dessa instância, tanto databases users, ou seja, aqueles databases criados por usuários, quanto os System databases. System databases, são databases vitais para o SQL Server, qualquer tipo de alteração nesses databases, podem fazer com que seu SQL Server pare de funcionar corretamente.
– Security: Aqui encontraremos, Logins, Server Roles e Credentials. Essa pasta é voltada para manutenção de usuários, roles ou papéis, e credenciais. Toda segurança do SQL Server pode ser controlada por esses processos.
– Server Objects: Nesta pasta, poderemos vizualizar os objetos dessa instância. Em Backup Devices, poderemos gerenciar os devices de backup que utilizamos para realizar os backups do SQL server. Linked Servers são conexões que podemos criar com outros bancos de dados, não só SQL Server, como também outros bancos de dados, como por exemplo Oracle, DB2, Sybase, etc. Triggers são conhecidos como disparadores ou gatilhos. É muito utilizado para auditoria e replicações nos bancos de dados, mediante alguma transação nas tabelas.
– Replication: A replicação como o próprio nome diz, produz processos para replicação dos dados de determinadas tabelas ou objetos do banco de dados. Isso é muito utilizado entre empresa que tem filiais, para garantir que todas as filiais, tenham os mesmos dados da matriz. Também é muito utilizado para garantir alta disponibilidade.
– Management: Nessa pasta temos basicamente, itens que nos ajudam e muito na administração do dia a dia. A partir dessa versão do SQL Server, temos Policy Management, que vem com o intuito de ajudar e muito na administração do SQL Server. Com isso poderemos criar políticas que farão ações automáticas em determinadas situações. Temos também SQL Server Logs que como o nome diz, loga informações importantíssimas sobre o funcionamento e auditoria da sua intância. É muito importante sempre acessar os arquivos de LOG para ver o que acontece com seu SQL Server. E por fim, temos Legacy, que contém os legados de versões anteriores do SQL Server, como por exemplo o DTS ou Data Transformation Service.

Bom, esse artigo foi uma apresentação do Microsoft SQL Server Management Studio Express. Sugiro que mexam bastante para se ambientar com essa ferramenta. Ao longo dos artigos em que abordaremos o SQL Server, utilizaremos muito essa ferramenta.

Pessoal, sintam-se a vontate para tirar dúvidas ou enviar sugestões através do e-mail leolopes@blogdati.com.br

Um abraço